Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

About Last Night

She used words to say nothing at all and silence to explain everything.

About Last Night

She used words to say nothing at all and silence to explain everything.

words | 13

 Lisboa-noite_zps53c436ba.jpg

 Lisboa

 

Pertenceu-me. Foi minha desde o dia em que respirei pela primeira vez. Disse-lhe um até já que não pude evitar mas na certeza de que a separação era temporária, um dia o berço seria de novo o meu lar. Durante anos carreguei o peso da saudade e do vazio de cada vez que a deixava para trás, porque a vida me obrigava a olhar noutra direcção. Fui adiando o regresso. Mas voltar estava sempre mais perto, julgava eu.

 

Até que me pediste para arrumar a minha vida e partir, finalmente! E arrumei os sentimentos, apetrechei-me de certezas e fiz as malas. Estendeste-me a mão e, num acto de confiança, esperaste que eu a agarrasse e desse o salto sem olhar para trás... Mas cedi ao hábito e olhei. Olhei e, de novo, prendi-me ao que sabia que não queria mas que me escudava na familiaridade que eu achava que precisava. E deixei-te só com a cidade que julgava mais minha do que tua mas pela qual não fui capaz de lutar. Nunca soube o que seria ser feliz contigo e com o Tejo como papel de fundo. Perdi-a e perdi-te para ela.

 

Sonhei muito. Desejei mais ainda. Prometi demasiado. E continuamos à espera - ela para me receber e eu para me lançar aos seus braços. As minhas escolhas distanciaram-me da minha vontade e vivo inquieta neste eterno limbo, entre o que devo e o que quero, o seguro e o incerto, o bom e a possibilidade do melhor.

 

7 comentários

Comentar post